terça-feira, 26 de novembro de 2013

HOJE VOU

HOJE VOU

Hoje vou andar descalça
Vou sorrir
Cantar, dançar
Pular, brincar, amar
Viver, sentir
Sonhar pisar a areia do mar
Vou levantar-me mesmo após a queda
Ver como o céu é azul e nadar no mar azul
Tocar na lua, dançar na rua
Ainda que haja escuridão
No meu coração vou sorrir
Para que eu possa ver as estrelas.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

terça-feira, 19 de novembro de 2013

"RECOMEÇAR"

"RECOMEÇAR"

De tudo da vida
Fica a certeza que estamos
Sempre a começar, a recomeçar
Que é preciso continuar
Seremos sempre interrompidos antes de terminar
Por um caminho novo
Por um trilho, por uma estrada
De um passo de dança
Com medo de uma escada
Do sonho, de uma ponte
Da procura, do encontro
Da certeza da morte, da dor
Do sentimento
De tudo que fica temos de amar e de ser amados
Viver é não ter medo da queda
É levantar-se sempre.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

LINDA

 LINDA

Dizes-me que sou linda
...........Que sou a primavera
Que ignora o encanto
............Como uma flor
Uma rosa que ignora o seu perfume
........Simples e com um sorriso lindo como a alma.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

sábado, 16 de novembro de 2013

DURA VIDA

DURA VIDA

A vida é dura, muito dura
Ninguém vem a este mundo em passeio
Ser feliz é viver um dia de cada vez
Semeamos o medo, a falta de amor
Colhemos o egoísmo e a descrença.
Por vezes colhemos o que semeamos.
Sem a tristeza, a alegria não seria apreciada
Sem dor, sem amor, nunca daríamos valor à felicidade
Sem a carência, a abundância seria inútil
O caminho que nos levará à felicidade
Começa dentro de nós mesmos
Um dia de cada vez para viver
Para amar.......Sorrir, para eternidade.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

DECISÕES

 DECISÕES

A vida é repleta de decepções
Erros, desânimos e derrotas
Tenha serenidade e confiança
Sempre para tomar as melhores decisões
Quando alguma coisa lhe tirar o sono respire fundo.
Pense que não vale a pena estragar o seu dia
Não se deixe abater, viver é aprender, aprender é viver.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

terça-feira, 12 de novembro de 2013

domingo, 10 de novembro de 2013

"LIVRE"

 "LIVRE"

 Amo-te
..........E amo a liberdade
De sentir-me como uma águia
...........Liberdade para sentir, agir
Sonhar, amar, viver
.........Tocar e ser.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

NÃO IMPORTA

 NÃO IMPORTA

Não importa se a vida faz sofrer
Não importa onde vais parar
A porta da vida está aberta
E convida-nos a todos com coragem
Para rir, chorar, amar
De ser ouvido ou incompreendido
De receber atenção ou sofrer uma desilusão
De ser amado e amar ou de perder-se numa paixão
A vida é só uma e a porta está sempre aberta
Entre não tenha medo, que importa se sofrer
Afinal estará a viver e aprender a viver.

Isabel Morais Ribeiro  Fonseca

terça-feira, 5 de novembro de 2013

SENHOR

 SENHOR

Senhor, dá-me a tua paz para a minha agitação.
Dá-me a tua luz na escuridão do meu caminho.
Dá-me a tua força na minha saúde que anda debilitada.
Senhor, renova o meu elo comigo.
Eu sinto a tua presença e descobri
que tinha-me afastado de Ti.
Lava a minha vida, transforma-me em barro novo.
Faz-me renascer nesse novo dia para a vida em abundância
Da felicidade que eu mereço em ser tua filha
Deixa-me sentir a tua presença.
Basta uma faísca de tua luz para iluminar toda a minha vida.
Sinto-me inundada de esperança e de paz
As minhas lágrimas lavaram a minha alma
E agora eu posso seguir-te no teu caminho
Meu amigo e amado Jesus.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca


sexta-feira, 1 de novembro de 2013

"BRINDEMOS AMOR"

"BRINDEMOS AMOR"

Brindemos meu amor à vida
Aos encontros e desencontros
 ...............
Às lindas quimeras da nossa ilusão
Brindemos a nós em cada chegada
  .................
Em cada partida, perdida e esquecida
Nos caminhos soltos do nosso destino
  ....................
Brindemos à calmaria recolhida no nosso
Silêncio na essência do infinito nas horas
  .............
Tardias das lembranças perdidas no deserto
Brindemos a uma manhã sem metades
   ........
Sem desgostos, sem rancores, com gostos
De quem perdeu, amou, sorriu e persistiu.


Isabel Morais Ribeiro Fonseca