quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

"SAUDADES SENTIDAS"

"SAUDADES SENTIDAS"

Inverno da minha alma
Contida, sentida
Numa tarde de um dia frio e de muita dor
O desespero dilacerou a minha alma.
A dor era tanta que o meu coração saltava no peito
Sufocado de uma infinita desilusão, desvairada
Bateu a porta a saudade a sangrar de compaixão.
Rezei em silêncio uma oração e as lágrimas caiam
Macias dos meus olhos e da minha face.
O meu olhar procurou no vazio e com desilusões vestiu-me
Pelos sonhos jamais envelhece-se, esse doce encanto
Como um sol radiante e um arco íris com cores
Da dor de uma tarde de um dia frio e desesperado.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca



quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

"PALAVRA"

"PALAVRA"

..........Palavras ditas
Não ditas, escritas
..........Nos dias silenciosos
A chuva ao vento
..........Onde partimos
As correntes de ninguém
..............Alguém perdido
Esquecido no tempo.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

"NA VIDA"

 "NA VIDA"

Amo-te sou a tua mulher
...........Amante..amiga
Nas noites quentes e frias
...........Na dor, no silêncio, no campo
No jardim, na vida, no prazer
.........Na serra, na montanha, na cama.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

"MAR INTENSO"

 "MAR INTENSO"

Anda o receio, o medo perdido nas águas
Profundas do mar intensas e fortes são as suas ondas
A espuma chega à areia, sem medos
Sem receios, sem angústias

Ondas mansas tocadas pelo vento
Quente, frio, sem titulo, sem rumo
Palavras que repousam onde a dor
Foge e paira sobres as ondas do mar

Cativam-me os teus olhos, sorriso e o teu beijo
Onde o receio, o medo não existe
Hoje vivo, sinto, viajo nos teus braços encantados
Como se andasse na areia quente ou fria no mar.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca


sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

SENHOR

 SENHOR

Senhor.....Tu és a minha rocha.
Tu és a minha fortaleza
Contigo eu venço todas as batalhas.
E a minha certeza de vencer sempre
Enxuga as minhas lágrimas
Quando eu estou triste.
Não consigo viver sem Ti
Quero amar-te e servir-te.
Quero seguir-te como se segue um grande amigo
O meu desejo é contemplar o Teu rosto.
Toca a minha alma e o meu coração.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

sábado, 4 de janeiro de 2014

" TEMPO TEMPO"

" TEMPO TEMPO"

Tempo doce como um suspiro
Amargo e giro como o vento
Sombra perdida, sopro vindo do céu..
Espanto irradiante do momento com auge
Pensamento leve como o tempo onde
A minha alma transborda de silêncio
Das tuas mãos que me acolhem e acalmam-me
Arrefece e dão-me calma, onde tantas vezes
Perco-me, anseio-te, escuto-te, nos teus braços.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca


Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Marco Frisina -Jesus Cristo tu és a minha vida« jesus christ yo...

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

FLOR

 FLOR

Flor renascida das cinzas
Das manhãs do nosso deserto.
Caminho onde cardos e cactos
Invadem a nossa alma cravada
De flores que desafiam em silencio
Fazendo a nossa noite bela e perfumada.


MariaIsabelMoraisRF