terça-feira, 24 de setembro de 2013

"ROSTO"




"ROSTO"

Mergulho na noite
Deserta e sombria
Quero encontrar teu rosto
Vou ficar à tua espera
A um só tempo para viver
De sentir a angústia de perder-te
Quero viver a alegria de encontrar-te
É tão intenso o meu desejo
Que amar-te talvez seja pouco
Faço silêncio deste amor que me consome
O corpo, a mente, a alma
De entrelaçar as entranhas do seu ser
Mergulho na noite fria desta noite
Perdida de ti, a procura de ti.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

Sem comentários:

Enviar um comentário