segunda-feira, 21 de outubro de 2013

AMAR-TE NO LUAR

 AMAR-TE NO LUAR

No meio da noite ao luar
Por entre as folhas das palmeiras
Quero encontrar o amor do orvalho
De uma flor, sentada na areia branca,
A espuma das ondas que bate na praia
Observo o céu e ponho-me a sonhar
E o vento a soprar as recordações passadas
Começo a chorar
Desta noite em pleno encantamento.
Que mergulha no silêncio, ao luar nos amamos
Amei o teu corpo, amei a tua pele
Amei os teus beijos
Entreguei-te a alma e o corpo...Amei-te sem fim

Sinto-me feliz, como um grão de areia
Como a brisa que paira sobre o mar
Deixamos as ondas
Embalar os nossos corações a brilhar
Agradecer-te o lua com o nosso suspirar
Confidente e amiga por testemunhar
O amor que nasceu nesta noite ao luar.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca