domingo, 15 de dezembro de 2013

POEMAS

POEMAS

Do vento fiz um sopro de poemas
Escrevendo nas tardes soalheiras
Nas noites discretas e quentes
Faço do sonho e da vida um poema
Joguei ao vento as tristes lembranças
Colhi as conchas do mar, deitei fora a dor.
Isabel Morais Ribeiro Fonseca