quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

"CHORO"

 "CHORO"

Há alturas que choro e não sei porquê ?
........Simplesmente preciso chorar
Sem razão aparente, sem dor
........Apenas para encontrar o equilíbrio
Na mente, no coração, no silêncio
.........Engasgado de palavras, sem desculpas
Sem consolo para a tensão, o stress
..........Corrigir e respirar apenas sem preguiça.
Chorar soprar as lágrimas ao vento, a chuva
..........Como a tempestade que deixa marcas de um vendaval.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca