sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

"DESPIDAS"

"DESPIDAS"

Árvores despidas
Nuas de folhas
Espalhadas no chão
De todas as cores.

Ramos que assustam
Na noite fria, escura
Feita de esquecimentos
Sombras de retalhos.

Troncos que guardam
Segredos, ressentimentos
Trapos estendidos
Rasgados na tempestade
Atirados pelo vento.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca