quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

"VENTO SUAVE"

 "VENTO SUAVE"

Eu levanto, os braços e espero o vento
Diante desse mar desconhecido
Que amo e atrai-me intensamente
Chama-me a banhar-me e a mergulhar 
Ergo os meus pés da areia quente
E faço ecoar meus desejos mais escondidos
Mais humanos e mais divinos
O vento sacode os meus cabelos
Tudo o que eu mais quero agora.
É que Deus beije a minha face, em forma de brisa
Que leve-me para um lugar em forma de amor.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca