terça-feira, 3 de junho de 2014

"ESCREVO COM A PENA "

 "ESCREVO COM A PENA "

Escrevo
Com a pena no teu corpo
Fazendo
Dele o meu caderno de poesia
Escrevo com tinta da China
Tatuando os beijos da tua boca
Ouve o meu coração
Deixa o mundo cair
Ama-me
Mergulha no meu corpo
Beija a minha alma
Rapta-me
Consume-me até à exaustão.
Quero-te como um lobo que uiva
Que quer matar a sede.
Quebra as amarras
Deixa-me sem pensar
Sem ouvir, sem falar
Rodeados de velas
De luz.
Despidos de pudor
Escrevo-te e tatuo o teu corpo.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

Sem comentários:

Enviar um comentário