terça-feira, 17 de junho de 2014

" LONGE LONGE"

" LONGE LONGE"

Lá longe
Onde a minha alma vagueia.
Esquecida na brisa do deserto.
............Onde sentia
Sentia o beijo do mar.
Perdida de um vazio amargurado.
Escondida com medo.
Com medo da cruz.
Deste-me um beijo seco.
...........Amargo.
Onde podia sentir o grito em silêncio.
Aflita está a minha alma que só.
.........Só eu a posso ouvir.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

Sem comentários:

Enviar um comentário