domingo, 27 de outubro de 2013

SENHOR

SENHOR

Senhor, há noites em que suplicamos
Para que a manhã chegue depressa.
Hoje foi uma destas noites
Obrigado pelos meus olhos, porque posso ver.
Que vêm o céu e o mar
Obrigado pelos ouvidos, ouvidos que ouvem
A chuva a cair no telhado, que eu tanto amo.
Da melodia do vento, nos ramos da oliveira.
À muitas lágrimas que serão derramadas
Dos olhos, de todo mundo.
São muitos aqueles que chorarão na escuridão.
Obrigado pelo meu lar, pela minha família.
É maravilhoso ter um lar.
Ter em casa alguém que nos ama.
Obrigado porque creio em Ti.
Obrigado pelo Teu amor Senhor.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca