segunda-feira, 10 de março de 2014

"NATUREZA MINHA"

 "NATUREZA MINHA"

Estranha natureza esta, a tua
Que me roubas os sonhos
Que banhas a minha alma em sangue
Tirando-me a luz, fazendo-me gritar.

Afasta-me esta dor, suplico-te
Acorda-me deste sonho maldito
Donde estremeço, vislumbra-me de mim
Faz-me voar para além do vazio.

Nas tuas mãos, encontro o xaile do caminho
Onde a vontade abraça o meu lado selvagem.

Estranha natureza esta, que persegue-me
Enlouquece-me e rouba-me os sonhos
Banha-se no meu sangue e arranca a minha alma..

Isabel Morais Ribeiro Fonseca