sexta-feira, 2 de maio de 2014

"SEM TI"

 "SEM TI"

Sem ti é estranho
Sentir este silêncio
O ar deixou de circular
O relógio parou
O tempo passou ao desespero
As sombras
Vieram fazer-me companhia
Oiço os gritos
Sinto falta dos gemidos
Procuro-te nesta casa vazia
E nada encontro
Quero encontrar qualquer memoria
Que traga-te perto de mim
Apenas encontrei este silêncio
Em formas de sombras.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

Sem comentários:

Enviar um comentário